Laura Guimarães

Poetisa, 44

Uma observadora da rua

Me formei em teatro e em cinema, e os microrroteiros que faço partiram da junção disso com um exercício que eu pratico desde criança, que é observar o que acontece na rua e encontrar começos, meios e fins para as histórias das pessoas.

Digo sempre que meu trabalho tem que caber na boca, assim como no teatro, e o meu diálogo com a cidade é a mesma coisa: algo falado e que soe claro.

Cresci na Vila Mariana e criei uma relação forte com as ruas de lá, brincando, por ali e na Aclimação, quando tudo era mais tranquilo. Por isso que gosto tanto de rua. Se tem um lugar para ir em São Paulo é a rua!